Entrevista com o grupo Antiéticos

“Numa sociedade que só produz ódio, amar já se tornou contra-hegemônico”

O grupo Antiéticos, do Rio de Janeiro, tem sua lente nos descaminhos da sociedade. Seu rap é resultado das escolhas, reflexões e ações em meio ao entorpecimento promovido pela “estabilidade econômica”, um dos fenômenos que criam mais consumidores e menos cidadãos. Nas rimas do Antiéticos, a crítica social, considerada por muitos como uma das causas do “atraso” do rap, tem o mesmo espaço que o discurso sobre o orgulho africano. O grupo, que lança hoje “Antes que as Estrelas se Apaguem”, sua mixtape, conversou com o CHH e falou sobre política e cultura negra. Leia a íntegra da entrevista abaixo.

Continue>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s